Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

Folhas soltas no ar

Folhas de livros, de árvores

De pensamentos e de notas musicais

Quais sons celestiais

Mais ou menos modernos ou ancestrais

Que me fazem pensar em ti

Cordas da guitarra

Soltas ou presas

Teclas do piano que vejo

Mas não toco

Que vagueiam e afinal folheiam

O livro que estou a ler

Mas que foi interrompida

Qual leitura surpreendente

E que não quero acabar

O que surgiu foi uma resposta

Também ela surpreendente e inesperada

Elucidativa? Não sei ainda.

Diferente? Sim.

Como tu és diferente?

Não só, mas também.

 

Azul do céu?

Ou será o do mar?

Quiçá o que me irá lembrar?

Sobre ti e a tua pessoa? Tudo.

 

E depois pensei em ti…

Hoje também.

Nas conversas, nas músicas

Faladas, imaginadas, partilhadas

Sem sequer serem ouvidas!

Actividade enriquecedora

A nossa conversa decisora

 

Curioso…

 

Leitura do ar que respiro

Da paisagem que vejo e suspiro

Da água que me toca o olhar

Do cheiro que senti ao te abraçar

De não querer ir embora

E de me querer ver no já agora

Novamente em tua companhia…

 

 

“Diferente”

By: Cristina Isabel

25 p/ 26.10.2009

2h10

 



publicado por thoughtsandpoems às 14:16
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO