Quinta-feira, 06 de Junho de 2019

Na beleza da brevidade do momento, decido 

Observo com olhos de ver, sei-me no sentimento, agradecer e amar

Com a certeza que este não voltará

Apaixono-me novamente no querer ficar. 

 

O que fazes TU quando a palavra proferes?

Questão que se coloca e invoca a tua evolução

Aproveita, concretiza, mexe, fala, ri, faz acontecer!

E o novo separa o que já sucedeu da passada emoção. 

 

E tu, tempo, que tão fugaz te fazes sentir

Ou serei eu que não mais te sei agarrar

És a 4a dimensão da nossa própria expressão

A Vida não é um rascunho, há que saber (quando) permanecer e (quando) voar. 

 



publicado por thoughtsandpoems às 15:16
mais sobre mim
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO