Terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Ergue-se em tom de júbilo

Sem permissão ou sequer perguntar

O ego formula essa tal imagem

E o Shengri-La quer já alcançar

 

Ah! Afinal não se concretizou

Mas porquê tamanha projecção?

Investida que foi a minha energia

Para o desgosto do coração

 

Só se desilude quem primeiro

Criou aquilo que não existia

E no compasso do iludir

Cobriu a voz real, com falsa maresia

 

Depois chega vestido a rigor

Quem não foi sequer convidado:

A tristeza, a dúvida, a raiva

E agora, viro-me para que lado?!

 

Olha bem à tua volta

Permite-te ver mais além

No horizonte… no interior da tua essência

Agradece-te a lição, é para teu bem.

 

Coloca em cima da mesa o que tens

Com firmeza, gratidão e humildade

Deita fora o que já não interessa

Guarda o precioso e alcança a Liberdade!!



O título do poema foi sugerido por um "fã". Obrigada! 



publicado por thoughtsandpoems às 15:29
mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO