Quarta-feira, 04 de Novembro de 2009

 

Este poema foi escrito já há muitos anos (1996! - acreditam?!), mas encontrei-o e achei giro partilhar também :)

 

 

Toca as tuas mãos ... olha à tua volta

E sente o que te transmitem

Ouve a voz do teu coração

E o que os teus olhos insistem.

 

Existe uma grande intercomunicação

Sem que nisso dê para reparar

O nosso organismo é fantástico

Do qual nos devemos orgulhar!

 

Mas mais importante do que isso

É sim o que ele pode, naturalmente, esconder

Temos que mergulhar lá dentro

E nada deveríamos desperdiçar nem perder.

 

Tanta ambição e desgraça

E isso de nada vale a ninguém

Só é preciso saúde e paz

Para todos vivermos bem.

 

Não és mais rico por teres mais dinheiro

Mas sim por teres família, amigos e saudade

Tudo pertence e nada pertence à tua vida

Pondera bem os passos para a felicidade.

 

Dá tudo o que tens

Sem nada em troca teres que esperar

O que se dá com carinho e amor

É um gesto de se louvar!

 

Reconhece que é difícil

Mas tenta sempre teres compreendido

Nunca te exaltes nem enalteças demasiado

Pois serás um caso perdido...

 

O que se deve fazer é:

Nunca pensar no pior

E se algum dia te rebaixares

Diz sempre com humildade: "Eu sou o/a melhor!".

 



publicado por thoughtsandpoems às 13:47
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO