Quarta-feira, 04 de Novembro de 2009
Epifania
Define-se por ser uma súbita sensação de realização ou compreensão da essência ou do significado de algo. Algumas pessoas associam logo essa palavra ao cariz religioso e/ou espiritual. Outras acham que se devem ficar pelo nível literário. Há várias abordagens à volta deste conceito: a Epifania do Senhor em que Jesus Cristo assume a condição humana; quando o filho de Deus se dá a conhecer ao mundo. No sentido literário, a "epifania" é um momento privilegiado de revelação, quando acontece um evento ou incidente que "ilumina" a vida da personagem. Epifania pode também significar manifestação ou aparição divina. Ou é apenas uma peça-chave quando temos uma questão há já algum tempo e, de repente, surge a resposta. Quando menos se espera… surge a revelação de algo. E ainda bem! Normalmente.
Surge de mansinho? Não propriamente. Costuma ser de súbito. E proporciona-nos uma compreensão profunda da verdade. Todos nós podemos ter uma epifania. Muitos de nós já experimentámos momentos epifânicos.
Estava eu num dia normal desta nossa vida mais ou menos (i)lógica, com um tempo mais ou menos (a)normal, com as mesmas pessoas mais ou menos (ir) racionais à volta numa cidade mais ou menos (a)típica. Eu olho para uma perspectiva… E eis senão quando… Eureka! Cá está! Ah! Afinal… Descobri algo mais. Revelou-se-me e manifestou-se-me algo mais. Descobri.
E eu agradeço a Deus o facto de me ter dado este momento.
Um flash, uma luz, uma sombra. Uma sensação, um arrepio. Algo.
E eu vi. Senti. Eu estava lá. Eu soube. Era eu, na primeira pessoa. Eu sei.
Epifania, obrigada!
Foi uma alegria!


publicado por thoughtsandpoems às 12:45
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO