Quinta-feira, 06 de Maio de 2010

 

 

 

 

Poema baseado no quadro "Morte pela Guerra" do artista plástico Nuno Blochberger. www.nunoricardo.eu

 

 

 

 

Alma impura… agora purificada. Inquieta… agora tranquila, na (sua) paz e na sua quietude.

Decerto desperta, finalmente liberta. Indescritíveis, os momentos (des) vividos na guerra.

Incansável na sua atitude. Nostalgia (não) dúbia. Lutando pela sua pátria, por todos nós.

Que nem sempre (re) conhece o devido esforço e o merecido valor a quem merece.

As trevas dissipam-se, pois                           Ç    à   O

A honra irradia tal graça                               A

Para além do tempo                                   T

Também do espaço                                 R

É de uma evidência                            E

Não se permite oscilar     L    I     B

O que o soldado sente

É agora murmurar.

Acabou o sofrer,

Acabou o chorar.

Chegou a hora

Da tua …



publicado por thoughtsandpoems às 23:06
acho que este finalmente percebi:)
Rita a 17 de Maio de 2010 às 21:59

Ah sim? Ainda bem :) Obrigada pelo carinho!

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO